Memórias Paroquiais

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Início
Pesquisar
Um total de 206 resultado(s) encontrado(s).
Etiqueta: Memória Completa
  • Memórias Paroquiais (206)

Igrejinha, 1758, Junho, 10

Memória Paroquial da freguesia de Nossa Senhora da Consolação da Igrejinha, comarca de Évora

[ANTT, Memórias Paroquiais, vol. 18, nº (J) 14, pp. 95 a 98]

 

/p. 95/

Rellaçaõ das notiçias que pude discobrir soubre o contheudo nos intorrogatorios

abacho mençionados desta freguesia de Nossa Senhora da Consolaçaõ da Igrejinha

termo da Villa de Arraiollos.

O Padre Joaõ Nobre Pinto Parocho desta Igreja Parrochial de Nossa Senhora da

Conssolaçaõ da Igrejinha termo da Villa de Arrai[olos], satisfazendo a ordem do

Excelentissimo e Reverendissimo Senhor Dom Frei Miguel de Tavora Arcebispo de

Evora e meu Merissimo [sic] Prellado, soubre os interrogatorios abacho mençionados

de que Sua Real Magestade que Deos guarde quer rellação com toda a clareza e

distinçaõ e obedecendo ao que se me manda respondo ao que pude notar.

Intorrogatorio 1º

O que se procura saber desta terra he o seguinte em que Provincia fica, a que

Comarca, Bispado e freguezia pretençe respondo: fica na Provinçia de Alentejo na

Comarca, e Arcebispado de Evora e freguezia de Nossa Senhora da Conssollaçam da

Igrejinha filial a Matris da Villa de Arrayollos.

2) Se he del Rej, ou Donatario, e quem o he de aprezentaçam digo e quem o he de

prezente respondo: esta Igreja he do Exçelentissimo e Reverendissimo Senhor

Arçebispo de Evora.

3) Quanttos vezinhos tem, e o numero das pessoas respondo: esta freguezia consta ter

sento e trinta e hum vezinhos, e de seissenttas noventa e seis pessoas asim majres [sic]

como menores.

4) Se está em campina, vale, ou monte, e que povoaçois tem digo, e que povoaçois se

discobrem della, e quanto dista respondo: estta Igreja está cituada em campinna, e

della se discobre a Villa de Arrayollos que dista huma legoa, e a Villa de Evoramonte

que distaõ tres legoas.

5) Se tem termo seu e que lugares ou Aldejas comprehende respondo: esta freguezia

he do termo da Villa de Arrajolos a menor parte della e a mayor fica no termo de Evora

esta freguezia comprehende huma povoaçaõ que consta de trinta vezinhos, e se

chama a Aldeja Nova.

6) Se a Parochia está fora do lugar ou dentro delle e quantos lugares, ou Aldejas tem

respondo: esta Parochia esta fora da Aldeja, cituada na Erdade do Monte da Igreja e no

termo de Arrajollos e nam tem mais lugares e nem aldejas alem de soubredita.

7) Qual he o seu orago, quantos Altares tem e de que Santtos quantas naves tem, se

tem Irmandades, quantas e de que Santos respondo: o orago desta Parochia he Nossa

Senhora da Consollaçaõ da Igrejinha, e tem tres Altares//

/p. 96/

Altares, o primeyro que he o altar mor, he de Nossa Senhora da Consolaçaõ cuja

Imagem nelle se acha colocada en o mesmo estaõ colocadas o Senhor Saõ Jozé, mais

duas capellas, huma da Senhora do Rozario cuja Imagem está colocada, e mais Saõ

Bras, Saõ Lourenço, e a outra capella hé das Santtas Almas en ella se acha colocada,

huma Imagem de hum cruxifixo e mais Santo Amaro; e Saõ Viçente Ferrejra, e tem esta

Igreja, duas Irmandades, huma das Almas, e outra da Senhora do Rozario.

8) Se o Parocho he cura, vigario , ou Rejtor, ou Prior, ou Abbade, e de que

aprezentaçaõ he, e que rrenda tem respondo que o Parocho desta Igreja, hé capelaõ

curado o qual aprezenta o Excelentissimo e Reverendissimo Senhor Arcebispo de Evora

e tem de renda sete mojos e sincoenta alqueires e paõ trasados que pagaõ os

moradores desta freguezia.

E desde o nonno athe ao dessimo quinto naõ tenho que dizer.

15) Quais saõ os frutos da terra que os moradores recolhem em major abundançia

respondo que saõ trigo, tremosos, sintejo e alguns milhos.

16) Se tem Juis Ordinario, Camara ou se esta sugeita ao Governo das justiças de outra

terra e qual está respondo que os moradores da major parte desta freguezia estaõ

sugeittos as justiças da cidade de Evora por estarem, no seu termo e os mais por

estarem no termo de Arrajollos estaõ sugeitos as justissas da mesma Villa.

E dos tres intorrogatorios seguintes nada.

20) Se tem correjo e em que dias de somana chega e parte e se o naõ tem de que

correjo se çerve [sic] e quanto dista da terra donde elle chega respondo que esta

freguezia nam tem correjo mas os moradores della que estaõ mais proximos de Evora

se cervem [sic] do correjo da mesma cidade, e os que estaõ mais vezinhos de

Arrajollos, se cervem [sic] do correjo da mesma Villa.

21) Quanto dista da cidade capital do Bispado e quanto de Lisboa capital do Rejno

respondo que dista duas legoas e meja a cidade capital do Arçebispado de Evora e de

Lisboa, vinte legoas.

E dos mais intorrogatorios nesta parte nam tenho mais que dizer, senão do seguinte.

26) Se padeçeo alguma ruina no terromoto de 1755 e em que//

/p. 97/

E em que e se está reparada? Respondo que alguma ruina padeçeraõ alguns edefiçios

mas foy muito leve e algumas se achaõ reparadas e outras naõ.

Soubre os intorrogatorios da Serra naõ tenho que rresponder.

Tricejra ordem de intorrogatorios

1) Como se chama o Rio em que sitio onde nasçe respondo desta freguezia

princepiaõ dois rios, o primejro he hum chamado o Digebe, o qual nasçe da

parte do Norte e corre para o Sul e tem seu prinçipio no çitio de huma Erdade

chamada a Fonte Branca desta mesma freguezia e se compoe de huns regatos

e nam corre senaõ no tempo do Inverno com pouca furia e corre nesta

freguezia na distançia de huma legoa athe entrar na freguezia da Seé de Evora

e nam cria peixes.

E a segunda ribejra se chama a Ribejra de Pontega aqual nasçe da parte do Sul,

e corre para o Poente e tem seu prinçipio no citio da Erdade das Fontainhas

desta mesma freguezia e he pouca arrebatada e nam corre senam no tempo do

Inverno e corre na distançia de tres quartos de legoa athe se meter na

freguezia de Saõ Grigorio termo da Villa de Arrajollos e nam cria peixes e nella

emtraõ alguns regattos.

E por esta freguezia passa outra Ribejra chamada a do o Divor esta corre da

parte da freguezia da Graça termo de Evora e corre por esta freguezia na

distançia de meja legoa athe entrar no çitio da freguezia da Villa de Arrajollos e

nam corre senam de Inverno e nesta Ribejra se achaõ dous moinhos de

fazerem farinhas para o povo cujos moinhos tem seus alvoredos de fructas.

E nas suas margens desta ribejra, e nas demais se cultivaõ maloais, milhos,

feijoais. E dos mais intorrogatorios nam tenho nada que rresponder e nem dos

mais alem do que asima tenho nada que rresponder e nem dos mais alem do

que asima tenho decalrado.

E isto que tenho rellatado he o que pude notar e discobrir soubre o contheudo

dos intorrogatorios ao que se me mandou responder para consta donde

convenha. E me asignej Nossa Senhora da Conssolaçam da Igrejinha em os 10

de Junho de 1758.

O Parocho João Nobre Pinto

 

Transcrição: Ofélia Sequeira

Garvão, 1758

Memória Paroquial da freguesia de Garvão, comarca de Ourique

[ANTT, Memórias Paroquiais, vol. 42, nº 123, p. 71]

 

/p. 71/

N. 123 Gravão

Gravão he Villa da Commarca de = Ourique = com Camara, Juizes ordinarios, vereadores he

para governanca do povo da villa, seo termo: o seo povo consta de 142 fogos com 540 almas

de sacramento na Igreja Matris, dedicada a Senhora da Assumpsão.

No seo termo esta a Parochia, e aldea de Santa Luzia sujeita a Camara de Gravão.

O Parocho he Prior appresentado por El Rei no tribunal da Meza da Consciencia; e tem de

congrua 240 alqueires de trigo; 120 de cevada, e 12 mil reis em dinheiro. dista de Lisboa 23

leguas.

 

Transcrição: Ofélia Sequeira

Figueira, 1758

Memória Paroquial da freguesia de Figueira, comarca de Avis

[ANTT, Memórias Paroquiais, vol. 42, nº 91, p. 57]

 

/p. 57/

N. 91 Figueira – Figueira he Villa da Comarca = Avis = com Camara, e Juizes, para

governança do povo, o qual consta de 68 fogos, em 220 almas de Sacramento na

Matris, dedicada a São Bras.

O Parocho he Prior, apprezentado pela Meza da Consciencia: e tem de renda 154

alqueires de trigo, e 120 de cevada dista de Lisboa 18 legoas.”

 

 

Transcrição: Ofélia Sequeira

Esperança, 1758

Memória Paroquial da freguesia de Esperança, comarca de Portalegre

[ANTT, Memórias Paroquiais, vol. 14, nº 67, pp. 465 a 468]

 

 

/p. 465/

Excelentissimo e Reverendissimo Senhor

Satisfazendo aos precejtos de Vossa Excelencia Reverendissima e dando a execução as

suas ordens, dos interrogatorios do papel, que se me entregou rezpondo a eles na

forma seguinte

1º - A freguezia de Nossa Senhora da Esperança he na Provincia do Alentejo Bispado, e

Comarca de Portallegre, não tem termo por ser freguezia de campo, pertence ao

Ordinario, e he termo da Villa de Arronches;

2º - Não he de Donatario, aprezenta o Ordinario.

3º - Tem sessenta, e ojto fogos, pessoas de ambos os sacramentos cento, e ojtenta, e

huã, e pessoas de hum só sacramento vinte e sette, e pessoas, que não recebem

sacramento, doze;

4º - Está situada em huã planicie, entre duas serras a da parte direjta que está para a

parte do Norte, se chama a Serra da Tagarrilha, e a da esquerda, que fica para o Sul, se

chama a Serra dos Louçoenz e de huã, e outra se descobre a Villa de Albuquerque que

pertence ao Rejno de Castella, e dizta dellaz tres legoas, e a Villa de Arronches de cuja

he a ditta freguezia termo, e dista legoa, e meja;

5º - Nada.

6º - A freguezia está fora da Villa de Arronches legoa, e meja;//

/p. 466/

7º - O orago da freguezia he Nossa Senhora da Ezperança, tem tres altares; o altar

major he o orago da mesma caza, tem retabollo, e cappella toda pintada; e os dous

Matrais; o lado direjto he do Senhor Jessus Cruxifico grande, e neste está colocada = a

Imagem do Senhor Sancto Antonio, e o do esquerdo se chama o Altar das Almas, e se

acha todo pintado com hum retabollo; e no mejo a Imagem do Senhor Saõ Miguel;

toda a Igreja consta de hũa nave, com hũa sácristia;

8º - O Parocho he cura actual, e annual, aprezenta o ordinario, tem de renda tres

mojos de trigo, que lhe pagaõ os freguezes sem mais pençaõ:

9º - He somente o cura.

10º - Nada.

11º - Nada.

12º - Tem no seu destricto para a parte do Norte huã e omida com a invocacaõ do

Senhor Rej Salvador, a qual dista da ditta freguezia tres quartos de legoa e está situada

em hua Serra, levantada, e tem de altura hum quarto de legoa, tem só huma nave, e

tem seu eremitaõ, e nesta algum dia asistiraõ eremitaens devida [sic] exemplar, e das

covas de Montemor alguns monges vieraõ a ella habitar da Eminencia dezta Serra se

dezcobre a Villa de Arronchez distante huma legoa para a parte do Poente; a Villa de

Monforte distante trez legoas; e a de Vejroz sinco legoas, e a de Estremos sette, e as

de Villa Vicoza, e Borba distantes sette legoas, e todas para a parte do Poente.//

/p. 467/

14º - Na primeira sezta feira de Março se fezteja o orago dezta Ermida, que he o

Senhor Rej Salvador, aonde concorre nesse dia munta gente das terras circumvezinhas,

asim do Rejno de Portugal, como de Castella por distar deste de Caztella meja legoa da

sua a raja; e a Villa da Codissejra tambem de Caztella dizta da ditta Serra, e Ermida huã

legoa;

15º - Os fruttos da terra de mais abundancia, saõ trigo, sentejo, e algum legume de

feyjaõ frade.

16º - He sujejta a justiças da Villa de Arronches, por ser termo da mesma.

17º - Nada.

18º - Nada.

19º - Nada.

20º - Nam tem correjo, por se servirem com o da Villa de Arronches, quando lhez he

precizo, e necessario;

21º - Dista ezta freguezia da cidade, e Bispado de Portallegre quatro legoas, e da Corte,

e cidade de Lisboa trinta, e huma.

22º - Nada.

23º - Nada.

24º - Nada.

25º - Nada.

26º - Nada.

27º - Nada.

Explicaçaõ dezta Serra.

1º - O mais do deztricto da freguezia de Nossa Senhora da Ezperança he a Serra

chamada a Serra//

/p. 468/

A Serra de Arronches.

2º - Tem duas legoas de comprimento, e legoa, e meja de largura, tem o seu primejro

junto ao termo da Villa de Alegrette com quem parte, e finda aonde se mete a ribejra

chamada de Ouguella em a de Abrilongo, para a parte de mejo dia.

3º - Os lugares mais altos saõ a Serra do Senhór Rej Salvador, e a dos Louçoeñs.

4º - Da Serra do Senhor Rej Salvador sahe a Ribejra chamada de Ouguella, que vem da

parte do Norte e corre para o mejo dia, e pella a raja de Castella corre a ribejra de

Abrillongo da parte do Norte para o mejo dia, dividindo hum Rejno de outro athe se

juntar com a ribejra de Ouguella, aonde ezta perde o nome, chamandosse dali para

baxo Abrillongo, a qual vaj morrer em Xevora junto a Villa de Ouguella.

5º - Nada.

6º - Nada.

7º - Nada.

8º - O arvoredo de que consta he sovaro, que da alande, em abundancia, he

abundante de muntas, e varias ervas medicinais, em algumas planicies, que he pela

ditta Serra ha muntas fazendas, com varias fruttas de guarda, amexas singulares, figoz

excelentes, uvas, marmellos, e castanha;

9º - Nada.

10º - He de bom temperamento de Veraõ por serem as aguas muitos mimozas.

11º - As criaçoens constaõ de muntas colomejas que daõ mel em abundancia; munta

caça de coelhos, e alguns porcos javardos, e alguãs rezes vácuas, e munta abundancia

de cabras.

E aos mais não ha nada que dizer.

Padre de Nossa Senhora da Esperança termo de Arronches [assinatura autógrafa]

 

 

Transcrição: Ofélia Sequeira

Chancelaria, 1758, Abril, 03

Memória Paroquial da freguesia de Chancelaria, comarca de Vila Viçosa

[ANTT, Memórias Paroquiais, vol. 10, nº 291, pp. 2007 a 2010]

 

/p. 2007/

Vossa Magestade me manda fazer hũ extracto de tudo o que se conthem nesta Villa da

Chancelaria.

Primeiramente está edificada esta Villa com a Provincia do Alemtejo, pertence ao

Bispado de Portalegre Comarca de Villa Viçoza, he da Serenissima Caza de Bargança,

tem cento e dezanove vezinhos, e trezentas e vinte e oito pessoas adultas, e quarenta

e nove menores. Está a ditta Villa situada em hũ piqueno monte, e della se descobrem

as povoaçoens seguintes: a cidade de Portalegre, que dista da dita Villa sinco legoas, a

Villa do Cratto distante da mesma Villa duas legoas; Aldeia da Matta em o termo da

Villa do Cratto, distante desta Villa hũa legoa; a Villa de Alter do Chão em distancia de

duas legoas; a Villa de Alter Pedrozo em distancia de duas legoas e meya; a Villa de

Cabeço de Vide em distancia de tres legoas. Tem esta Villa termo proprio, e dentro

delle está hũa Aldea a que chamam Cunheira esta tem trinta sette vezinhos, e noventa

e oito pessoas de ambos os sacramentos, e trinta e sette de hũ só sacramento. A

Matrix desta Villa fica em hũa ponta da mesma Villa, e tem a si anexas a a Aldea de

Cunheira asima declarada, e a Igreja do julgado de Margem, distante desta Villa tres

legoas. O Orago desta Matrix he Sancto Estevão, tem quatro altares: a saber o altar

major aonde está o Sanctissimo Sacramento; o altar de Nossa Senhora do Rozario, o

altar de Sancta Martha, e o altar da[s] Almas; A ditta Matrix he de abobeda, e tem só

hũa nave, e tem tres Irmandades a saber a primeira do Sanctissimo Sacramento, a

segunda de Nossa Senhora do Rozario; e terçeira das Almas do Purgatorio. O Parocho

desta Igreja he Prior e da Aprezentação de Vossa Magestade como admenistrador da

pessoa e bens da Serenissima Princeza a Senhora Dona Maria Duqueza de Bargança,

tem de renda este Priorado depois de pagar as pensoens settenta e dous mil reis. Tem

hum Cura em a mesma Matrix e outro em a Igreja de Margem que ambos são de

aprezentação do Prior e cada hum dos//

/p. 2008/

Dos dittos curas tem dous moyos de trigo, pagos pelo Prior e pelas Religiozas do

Convento das Chagas de Villa Viçoza interessados nos dizimos desta Villa; Tem

Irmandade de Mizericordia, mas não tem Igreja propria nem renda alguma; Tem hũa

Ermida a que chamam do Martir São Sebastião que he filial da Igreja Matrix desta Villa

aonde está por favor a Caza ou Irmandade da Mizericordia, e a ditta Ermida fica em

hũa ponta da Villa; Tem mais outra Ermida em o termo, distante meja legoa da

invocação de Sancta Luzia, cuja Igreja está aruinada, âqual Ermida vaj alguma gente de

romagem em dia de Sancta Luzia a treze de Dezembro; em cujo dia se fas tambem

feira em o mesmo sitio junto â mesma Ermida aqual feira he de hum só dia, e captiva;

Os fructos que recolhem os moradores desta Villa em mais abundancia he senteyo,

que apenas chegua para o comum sustento do povo; sendo a cauza de não colher mais

fruttos o ser a mayor parte do termo desta Villa, terra de charrua e infrutifera; Tem

esta Villa dous Juizes Ordinarios, e Camara pautada por Vossa Magestade sem sujeição

a outra terra; Não consta que della tenhão sahido homens alguns insignes em letras,

vertudes ou armas; Não tem correyo proprio, e se serve do correyo de Alter do Chão

distante desta Villa duas legoas; Dista esta Villa da cidade Capital do Bispado que he

Portalegre sinco legoas, e da cidade de Lisboa, Capital do Reino vinte e seis legoas; O

julgado de Margem comprehende trinta vezinhos, e noventa e seis pessoas adultas, e

vinte menores; tem hũa so Igreja como ja disse sogeita a esta Matrix desta Villa o seu

orago he Sam Bartholomeu; Tem o dito Julgado duas ribeiras que nascem ao Norte e

finalizão ao Sul com a ribeira do Sor. E as ditas ribeiras se chamão Ribeiras de Margem,

tem agoa corrente todo o anno com sinco moinhos e dous lagares de azeite; as

margens das dittas ribeiras se semeão todos os annos de milho e feijoens. Vendo estes

os fruttos que recolhem os moradores do ditto//

/p. 2009/

Ditto Julgado, e uzão livremente os dittos moradores das agoas das dittas ribeiras. He

o que posso dizer a Vossa Magestade desta Villa da Chancellaria, e da sua Parochial e

anexas, sobre os items que comprehende a ordem de Vossa Magestade que Deos

Guarde, Chancellaria em os 3 de Abril de 1758.

O Prior da Villa de Chancellaria Rodrigo Roberto Aranha [assinatura autógrafa]

 

 

Transcrição: Ofélia Sequeira


http://www.seo.mavi1.org http://www.mavi1.org http://www.siyamiozkan.com.tr http://www.mavideniz1.org http://www.mavideniz.gen.tr http://www.17search17.com http://www.siyamiozkan.com http://www.vergi.gen.tr http://www.prsorgu.org http://www.seoisko.net http://www.seoisko.org http://www.ukashhizmet.com http://www.ukashmavi.com http://www.sirabulucu.net http://www.kanuntr.com http://www.kanuntr.org http://www.kanuntr.net http://www.kananlartr.com http://www.kananlartr.org http://www.kananlartr.net http://www.haberbul.org http://www.iskoseo.com http://www.iskoseo.net http://www.iskoseo.org http://www.siyamiozkan.net